Arquivos

Posts Tagged ‘Eleições 2012’

Resultado do 2º turno em Blumenau

 

Em algum lugar no Portal da Saxônia.

Trilha sonora para o início da Campanha Eleitoral 2012

Esta música pode sintetizar o resultado das coligações em Blumenau.

Quem acompanhou as publicações deste blog viu os meus palpites sobre os possíveis candidatos e coligações.

Fiz “previsões” no mês de março e se você não viu pode ver aqui, aqui e aqui.

 Não contava com a desistência do Hartmut e do Latinha.

Que coisa.

Presidente do Psol será candidato a prefeito

Osni Wagner, candidato a prefeito do Psol

 

O professor Osni Valfredo Wagner será o candidato a prefeito do Psol.

O atual presidente do partido na cidade substitui o metalúrgico Hartmut Kraft, que desistiu da candidatura alegando motivos pessoais.

O vice continua com Marcos Bugmann.

A nova convenção que definirá a candidatura será neste sábado.

O Psol contará com o apoio do PSTU, formando uma legítima e autêntica chapa de esquerda.

Osni Wagner sempre se mostrou disposto a “morder o calcanhar” das forças de direita da cidade, para usar a última metáfora do ex-presidente Lula.

Isso vai ser divertido.

 

Aliança PT-PP: até o Fábio Fiedler (PSD) já sabia

PT-PP: até o Fábio Fiedler já sabia, e sorria.

O PP anunciou oficialmente o apoio à deputada Ana Paula Lima (PT).

Já se sabia disso pelo menos desde o dia 2 de junho, data da feijoada do PP.

As fotos do evento já circularam pelas redes sociais.

Eu mesmo publiquei duas delas.

Estão todas no facebook do deputado João Pizzolatti (PP).

Os três principais pré-candidatos a prefeito e outros políticos estiveram lá.

Nesta foto, por exemplo, Pizzolatti Neto abraça o vereador Fábio Fiedler.

Note que Pizzolatti Neto está com o adesivo do PT no peito, Blumenau #QuemAmaCuida.

A jornalista Giovana – do Santa - publicou nesta quarta (27) que o PP poderia se coligar com o PSDB e por isso havia cancelado a coletiva de terça (26), quando anunciaria o apoio à petista.

Foi na onda da boataria e das notas plantadas.

Há fatos e fotos que simbolizam mais que especulações.

Agora é só esperar para vermos outra cena à la Lula:

O casal Lima (PT) abraçar o casal Amim (PP).

É só esperar.

A dúvida governista do PMDB

Em Blumenau…

O PMDB faz parte do Consórcio Kleinübing. Tem o vice-prefeito de Kleinübing.

Em Santa Catarina…

O PMDB faz parte do Consórcio Colombo. Tem o vice-governador de Colombo.

No Brasil…

O PMDB faz parte do Consórcio Lula/Dilma. Tem o vice-presidente de Dilma.

O PMDB está em dúvida.

O PMDB não quer deixar de ser vice.

O PMDB segue pensando, tentando arrumar um jeito de indicar candidatos a vice-prefeito para os três candidatos com chances de vitória nessas eleições.

Se pudesse, indicaria o vice por aclamação.

Eleição só para prefeito.

O vice é do PMDB.

O PMDB não quer deixar de ser governo.

O PMDB é o PMDB.

 

Petistas na internet: sítio de apoio a Ana Paula Lima já está no ar

 

A permissão para a propaganda eleitoral começa a valer a partir do dia 6 de julho – inclusive na internet – de acordo com a Lei nº 9.504/1997 e o calendário eleitoral 2012.

Mas os petistas e “apoiadores” da candidatura da deputada já ocupam o espaço virtual buscando a mobilização através da “comunidade de apoio a Ana Paula”, no endereço quemamacuida.org.

Navegando pelos links da comunidade chega-se a um comentário/declaração daquele que é apontado como o marqueteiro da campanha de Ana Paula, Toni Cotrim:

- Vamos fazer Blumenau, Blumenau de novo.

Será essa uma promessa de campanha?

E se Ivan Naatz (PDT) fosse candidato a vereador?

…Ou “as declarações de Ivan Naatz e os rumos do PDT”

 

Acompanhar e avaliar os passos de um partido político em um processo eleitoral poderia ser algo fácil se os partidos tivessem programas políticos claros e definidos, com capacidade de ser facilmente identificado pelo cidadão eleitor.

Aqui em Blumenau muitos deles já definiram os seus rumos na eleição deste ano.

Outros deixaram para os 45 minutos do 2º tempo (30 de junho) para assumir ou a se assumirem de alguma coisa, vide o PMDB.

Mas uma coisa está me intrigando: as declarações de Ivan Naatz, o prefeiturável do PDT.

Seus comentários durante o último período nas redes sociais demonstram possibilidades infinitas:

Candidatura própria do PDT; Candidatura própria com vice do PCdoB; Candidatura própria com vice do PP; Vice do PT; Vice do PSD [veja que teve até esta suposta - e inusitada - proposta de indicação do vice de Jean Kuhlmann (PSD)]…

Blumenau merece mais.

A Câmara de Vereadores merece mais.

A direção municipal do partido trabalha para construir uma forte aliança capaz de realizar dois objetivos: eleger um governo das forças do campo democrático e popular e reconquistar a representação na Câmara de Vereadores.

Partido sem representação na Câmara tem dificuldades de expressar suas posições fora do período eleitoral.

De todas as possibilidades ventiladas só uma eu ainda não escutei abertamente:

O PDT integrar a aliança PT/PP, com Ivan Naatz candidato a vereador.

Seria a prova de que a construção partidária estaria acima de qualquer interesse individual.

Seria quase uma certeza de que a representação pedetista teria lugar no legislativo municipal.

Mas, diante do convite para uma reunião “informal” neste próximo sábado (23) me convenço que:

o PDT pode ter candidatura própria, ou indicar o vice do PT, ou do PSD(?), ou alguma coisa, ou coisa nenhuma.

O PDT merece mais.

Obs: A direção municipal do PDT, pelo menos até esta última quarta, dia 20, sempre esteve presente nas reuniões e encontros promovidos pelo PT de Ana Paula Lima.

….

A necessidade matemática do consórcio Kleinübing ter dois candidatos a prefeito, segundo a pesquisa Ibope RBS

Kleinübing, foto/arte do Santa.

O consórcio que sustenta o governo João Paulo Kleinübing (PSD) precisa de dois candidatos.

É quase impossível acreditar na desistência de um deles, por mais que vereador Fábio Fiedler (PSD) ainda declare que sonha com isso.

A pesquisa Ibope RBS revelou que quando Jean Kuhlmann (PSD) e Napoleão Bernardes (PSDB) são colocados como candidatos eles somam entre 35 e 38%, enquanto a candidata líder na pesquisa, Ana Paula Lima (PT), tem entre 33 e 39%.

Revelou também que quando só um deles é candidato eles têm 20 e 25%, enquanto a deputada petista oscila entre 38 e 39%.

Esta é uma forte razão para o prefeito nota 5,8 não entrar na briga e explicitar predileção por um deles.

É melhor para JPK ter Jean e Napoleão separados do que juntos.

O governo terá dois candidatos com condições reais e iguais de disputar a eleição.

Jean fica com o PR, PTB, e os “sete anões”, mais a estrutura/máquina do governo.

Napoleão ficaria com a força e a representação política dos partidos, especialmente na Câmara de Vereadores (PSDB, PMDB, DEM).

Claro que isso com a definição do PMDB em favor do tucano.

Todos continuariam com os seus cargos no governo, lindos e faceiros, sem dor na consciência por não apoiar o candidato oficial.

Afinal, são todos do mesmo governo.

Defendem o mesmo governo.

Eleição é pura matemática.

Às vezes a soma de votos não está numa aliança partidária.

Quem sabe vão os dois para o 2º turno.
Quem vai saber.

Pesquisa Ibope RBS e Sondagem Blumenau do B: tudo a ver.

A deputada Ana Paula Lima (PT) e seu possível e provável vice, João Pizzolatti Neto (PP).

Os números da pesquisa Ibope RBS divulgados neste final de semana reafirmam os cenários dos últimos meses.

A deputada Ana Paula Lima (PT) continua liderando a preferência dos eleitores.

Desde a pesquisa Mapa/RBS/Santa, em outubro de 2011, que a petista aparece na frente.

E estes últimos números parecem consolidar esta liderança.

Agora tenho certeza que a pesquisa que circulou em maio, da Ibope Inteligência, era real.

Os números são muito parecidos com a sondagem do Blog Blumenau do B.

Acho que tenho que fazer mais sondagens.

A minha opinião é que não saiu uma nova pesquisa publicável antes porque os candidatos do governo estavam empatados.

Era preciso desenvolver ações que fizessem com que Jean Kuhlmann (PSD) descolasse de Napoleão Bernardes (PSDB).

Toda aquela propaganda da prefeitura, entrega de subvenções, recursos e apertos de mãos no último mês resultaram em 4 ou 5% para o candidato oficial do JPK, o prefeito 5,8.

Agora, o deputado Jean só terá a propaganda eleitoral para tentar conquistar o blumenauense.

Mas o vereador Napoleão Bernardes, o segundo candidato oficial do governo, terá mais tempo de TV que o deputado e poderá suplantá-lo, e poderá conquistar a condição de candidato oficial do governo João Paulo Kleinübing (PSD) e das forças políticas que ele representa.

Está evidente que o sentimento é de mudanças.

Mas será que os índices de intenção de votos também não mudarão até 7 de outubro?

Obs.1: Você já fez as contas dos votos válidos da pesquisa Ibope RBS?

Obs.2: O Ibope não trouxe o cenário mais provável, com Ana Paula, Jean e Napoleão.

Obs.3: Fiquei muito triste do Hartmut Kraft (PSOL) não ser citado por ninguém na pesquisa.

Obs.4: Latinha, do PTC, será candidato a prefeito.

Obs.5: O PPL poderá ter candidato a prefeito.

Obs.6: As forças políticas de direita poderão ter um candidato laranja.

Obs.7: Parece que o tal “Rolo Compressor” virou um carrinho de mão.

A Pesquisa Ibope RBS:

Enquanto isso, na melhor cidade de Santa Catarina…

Por enquanto, é o que têm para o deputado Jean Kuhlmann (PSD).

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.